Dorminski e mulher julgados por apropriação de 2810 euros do Fantasporto

Irmã de Beatriz Pacheco Pereira também foi acusada. Maior parte das suspeitas foram arquivadas. Julgamento marcado para Abril

Foto
Em causa estão valores relativos aos bilhetes livre trânsito do festival Paulo Ricca

Mário Dorminski, a mulher Beatriz Pacheco Pereira e uma irmã desta vão ser julgados por peculato, após terem sido acusados pelo Ministério Público e pronunciados por uma juíza de instrução. Em causa está o facto do casal alegadamente se ter apropriado de 2810 euros referentes a bilhetes livre-trânsito do Festival Internacional de Cinema do Porto – Fantasporto entre Novembro de 2011 e Dezembro de 2012. O julgamento está previsto para o início de Abril no Tribunal de S. João Novo, no Porto.