Valongo chama crianças a imaginar espaços de brincadeira do futuro

No âmbito do processo participativo de revisão do Plano Director Municipal de Valongo, o município e o Laboratório de Planeamento e Políticas Públicas da Universidade de Aveiro querem pôr os mais novos a fazer propostas para o território com familiares e educadores. Para isso, criaram um caderno de actividades onde eles podem escrever, desenhar ou fotografar as suas sugestões.

Foto
A primeira ronda de conversas mostrou um concelho com "sentido bairrista e de valorização das tradições". Na foto, a conhecida Festa da Bugiada e Mouriscada de Sobrad. Paulo Pimenta

Se dermos a escolher a uma criança entre ser cientista, detective, arquitecto ou engenheiro, o mais provável é que queira ser tudo ao mesmo tempo. Nas próximas semanas, os pequenos valonguenses vão poder ensaiar todos os papéis e levar a sua imaginação ao limite à boleia do Valongo 4.0 – O Futuro Construído pelas Crianças e Jovens de Valongo (V4.0), projecto inserido no processo participativo de revisão do Plano Director Municipal (PDM) de Valongo, que está a ser desenvolvido pela Câmara Municipal de Valongo em colaboração com uma equipa do Laboratório de Planeamento e Políticas Públicas (L3P) da Universidade de Aveiro (UA). A ideia é levar os mais novos a pensar sobre os espaços e lugares em que se encontram, dentro das suas freguesias, para que em conjunto com pais, avós e professores discutam propostas de melhoria para esse território.