Cristas critica líder do CDS e incomoda direcção

Ex-líder exclui-se de candidatura a Lisboa e queixa-se de ter sido quase ignorada. Direcção diz que soube da decisão por “rede social”.

Foto
Assunção Cristas defende que a liderança da coligação com o PSD deve ser do CDS LUSA/PAULO NOVAIS

Dias depois de os críticos da direcção apontarem as autárquicas como o caminho pacífico do CDS, a ex-líder do partido veio contestar abertamente a ideia de entregar ao PSD o cabeça de lista de uma coligação entre os dois partidos em Lisboa. Assunção Cristas retira-se, por isso, da corrida à câmara, deixando transparecer incómodo pela forma como foi quase ignorada por Francisco Rodrigues dos Santos. Em reacção, a direcção do CDS evidenciou mal-estar sobre a posição da ex-líder assumida nas “redes sociais”. É mais um episódio de turbulência interna do partido.