Equador escolhe um Presidente para enterrar a memória de Lenín Moreno

Entre os 16 candidatos às presidenciais, o principal confronto estabelece-se entre um protegido de Rafael Correa e um representante da direita conservadora.

america-sul,mundo,eleicoes,equador,america,
Fotogaleria
Campanha de Arauz, com mensagem contra o actual Presidente, Lenín Moreno Reuters/STRINGER
america-sul,mundo,eleicoes,equador,america,
Fotogaleria
O candidato Andrés Arauz, apoiado por Correa, durante uma acção de campanha Reuters/STRINGER
america-sul,mundo,eleicoes,equador,america,
Fotogaleria
Guillermo Lasso é o principal representante da direita nas eleições SANTIAGO ARCOS / Reuters

Nunca os equatorianos tiveram tanta diversidade de escolha nas eleições presidenciais como terão este domingo, com 16 candidaturas à chefia do Estado. E, porém, nunca pareceram tão indecisos. O que é possível prever é que o próximo Presidente terá um caderno de encargos monumental e a pandemia da covid-19 é apenas um entre vários problemas no horizonte.