Caso SEF: inspectores que manietaram Ihor dizem que “nunca foi violento”

Segundo dia do julgamento dos três inspectores do SEF acusados de homicídio qualificado de Ihor Homenyuk a 12 de Março no centro do aeroporto. Testemunhas dizem que estava irrequieto e agitado, mas sem ser agressivo. Inspector-coordenador que escreveu no relatório de ocorrências que Ihor estava violento disse no tribunal que estava calmo e imobilizado pelos pés.

Foto
Daniel Rocha

Três inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que manietaram Ihor Homenyuk no Centro de Instalação Temporária (CIT) do aeroporto de Lisboa afirmaram esta quarta-feira que nunca o viram ser violento, mesmo quando estava a ser algemado. “Em momento algum ele foi violento”, disse o inspector Filipe Cardoso que lhe trocou as fitas adesivas por lençóis como forma de o manietar no dia 12 de Março de 2020, pelas 4h46. Ihor apenas estava “agitado”, referiu.