Adolfo Mesquita Nunes: “Serei candidato a presidente do CDS”

Antigo vice-presidente assume a sua candidatura à liderança do partido, em entrevista ao PÚBLICO. Defende que “há uma urgência em salvar o CDS, mas também há uma urgência em encontrar uma alternativa a este Governo”. E afirma: “Comigo a presidente do CDS, chega de falar do Chega.”

Foto
Adolfo Mesquita Nunes disponibiliza-se para ser líder do CDS Daniel Rocha

Aos 43 anos, Adolfo Mesquita Nunes anuncia a sua candidatura a presidente do CDS. Ex-vice-presidente de Assunção Cristas, antigo deputado e secretário de Estado do Turismo do primeiro Governo de Passos Coelho, Mesquita Nunes regressa à actividade política, porque considera que “a actual direcção do partido não está a ser capaz de representar” o “espaço político que sempre foi do CDS” e que este é “o momento limite” para “inverter o processo de degradação” do partido. E garante: “Eu posso protagonizar essa mudança e essa inversão.” Revela que tem apoios e promete que se não for eleito não abandona o CDS.