Directora do Centro Distrital da Segurança Social de Setúbal demite-se após polémica com vacinação

Militante socialista terá sido uma das pessoas vacinadas contra a covid-19 antes do tempo.

Foto
Natividade Coelho DR

A Directora do Centro Distrital de Setúbal do Instituto da Segurança Social (ISS), Natividade Coelho, apresentou, esta sexta-feira, o pedido de demissão. O pedido foi aceite pelo Conselho Directivo do Instituto da Segurança Social. A militante do PS terá sido um dos 126 funcionários da Segurança Social a vacinar-se antes do tempo.

Em comunicado enviado às redacções, foi confirmado que o pedido de demissão foi aceite e que produz efeitos na próxima segunda-feira. A SIC avançou, na quinta-feira, que cento e vinte e seis funcionários da Segurança Social de Setúbal podem ter sido indevidamente vacinados contra a covid-19, dirigentes incluídos. Entre os envolvidos estará Natividade Coelho. Entretanto, o Ministério da Segurança Social ordenou um inquérito com carácter de urgência, “aguardando-se as respectivas conclusões”.

A lista das pessoas a vacinar passou pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo depois de ter sido para ali encaminhada pelo agrupamento de centros de saúde da Arrábida, que estranhou a sua composição. Ainda assim, a vacinação avançou na mesma, mesmo depois de terem sido pedidos esclarecimentos ao centro distrital da Segurança Social. A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo confirmou que os 126 funcionários foram mesmo vacinados mas rejeitou responsabilidades no sucedido.

Este é um dos vários casos conhecidos de polémicas relacionadas com a vacinação antes do tempo. O INEM vacinou profissionais com menor exposição ao vírus, depois de receber 1174 doses da vacina contra a covid-19. Foram vacinados directores, assessores, administradores e informáticos