Estudo conclui que 34% de casos de violência doméstica durante a pandemia corresponderam a vítimas pela primeira vez

Inquérito online da Escola Nacional de Saúde Pública conclui que 15% de inquiridos reportaram a existência de violência doméstica entre Abril e Outubro do ano passado. A esmagadora maioria, 72%, não denunciou. Fenómeno pode estar mais escondido do que dados indicam, analisa coordenadora.

Foto
Adriano Miranda

Um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública mostra que 34% das pessoas inquiridas foram vítimas de violência doméstica pela primeira vez durante a pandemia. Além disso, no total, 15% dos participantes reportaram que houve violência doméstica em sua casa.