Brasil pediu oxigénio aos EUA durante nove dias, mas só a Venezuela ajudou e três vezes

O apoio indefectível a Trump não valeu de nada ao Governo de Jair Bolsonaro. Chile e Israel, com executivos de direita, também não ajudaram.

Foto
Osmar Magalhâes, 68, doente com covid-19 recebe oxigénio em sua casa, ajudado pela filha BRUNO KELLY/Reuters

O Governo brasileiro de Jair Bolsonaro tentou garantir durante nove dias uma doação de oxigénio líquido dos Estados Unidos para o Amazonas. No entanto, como consta num documento da Casa Civil da Presidência sobre as acções para debelar a crise no estado, até ao fim da tarde de segunda-feira não tinha tido sucesso.