Estoril é o primeiro semi-finalista da Taça de Portugal

“Canarinhos” venceram o Marítimo por 1-3, após uma reviravolta no prolongamento.

Foto
LUSA/HOMEM DE GOUVEIA

O Estoril garantiu nesta quarta-feira a primeira vaga nas meias-finais da Taça de Portugal, graças a um triunfo sobre o Marítimo, por 1-3, obtido já no prolongamento e com direito a reviravolta.

No Funchal, o primeiro golo foi apontado aos 30’, por Joel Tagueu, que respondeu da melhor forma, de cabeça, entre os centrais, a um cruzamento da esquerda de Fábio China.

Os visitantes ainda assustaram (Aziz e, mais tarde, Hugo Basto estiveram perto de marcar), mas os madeirenses também podiam ter ampliado, por Bambock.

Certo é que o jogo entrou no período de compensação com o Marítimo na frente, até que, aos 90+10’, o Estoril beneficiou de uma grande penalidade (por mão de Kerkez na bola), que Gamboa não desperdiçou.

A eliminatória seguia para prolongamento. E logo no arranque do tempo extra o filme repetiu-se e Gamboa regressou à marca dos 11 metros. Desta vez, porém, o remate saiu ao lado e o empate manteve-se.

Não por muito tempo, porém, porque aos 7’ do prolongamento Lazare desviou, já na pequena área, a bola para a baliza, após um passe de Pedro Empis. Hermes ainda cortou, mas o árbitro entendeu que a bola ultrapassou totalmente a linha de golo.

O Marítimo precisava de responder, mas a expulsão de Cláudio Winck retirou argumentos aos madeirenses, que viram mesmo o adversário chegar ao 1-3, quando Harramiz surgiu isolado perante o guarda-redes (109') após uma arrancada do meio-campo.

Com este triunfo, o Estoril assume-se como a grande sensação da prova e repete a presença na meia-final que tinha alcançado em 2016-17, tendo então sido eliminado pelo Benfica.

O Benfica que poderá voltar a surgir no caminho dos “canarinhos” caso consiga eliminar, na quinta-feira, o Belenenses SAD, em jogo a disputar no Estádio da Luz.