Imaginemos que

Abreviar o inabreviável, reduzir extremamente o extremamente amplo: de certo modo, é esta a ambição poético-política de Ricardo Tiago Moura.

Foto

Primeiro: imaginemos que eu sou um elemento químico, um dos 118 da famosa Tabela de Mendeléev. Este é o enredo do último livro de poesia de Ricardo Tiago Moura, Sr Estrôncio, integrado na colecção “ElemeNtário”, um desafio da Editora Flan de Tal a autores convidados para celebrar século e meio de Tabela Periódica.

Sugerir correcção
Comentar