Arquitectura

Uma casa “surpreendente” em harmonia com a paisagem natural do Minho

A Casa dos Sobreiros quer integrar-se nos tons e nas texturas da paisagem minhota. Os materiais naturais e brutos, no exterior, o betão, o xisto e o aço Corten, de aparência enferrujada, escondem um interior sofisticado, acolhedor, de madeira e mármore.

©João Morgado
Fotogaleria
©João Morgado

Uma parede envidraçada sobre um espelho de água marca o ponto central desta moradia de Braga. É uma garagem, completamente oculta pelos espelhos e pelo aço Corten. A Casa dos Sobreiros é uma casa de tramas, onde cada divisão guarda segredos.

Na cozinha, uma porta oculta dá acesso a um pátio interior. Na suíte, um novo pátio leva luz solar à casa de banho do casal, onde o chuveiro se esconde por detrás de uma pedra de ónix iluminada, delicada, de aparência translúcida.

A casa fica num declive, no topo de um vale, ao nível da copa dos sobreiros da zona baixa. As paredes de vidro da sala, o ex-líbris da casa, oferecem uma vista panorâmica sobre o lado rural do distrito bracarense, a Sul, e o topo dos sobreiros transforma-se num “jardim flutuante”. “A mensagem desta casa é a de uma ligação forte com o meio envolvente. A palavra que combina com a Casa dos Sobreiros é integração. Está totalmente integrada no ambiente que a rodeia”, explica Bruno Leitão, um dos fundadores dos Trama Arquitectos.

Bruno Leitão e Marco Bernardino, também responsável pelo projecto da Casa dos Sobreiros, cresceram no meio rural, por isso, nas palavras de Bruno, “o contacto com a natureza está no ADN dos próprios arquitectos”. “Somos uma geração com preocupações novas, o meio ambiente diz-nos muito, cuidar da natureza é cada vez mais importante. Integrar uma casa de forma correcta no terreno e não o danificar é um princípio importante para nós”, esclarece o arquitecto de 39 anos.

O projecto da Casa dos Sobreiros começou em 2018, num terreno vazio, e terminou em Setembro de 2020, para ser entregue a uma jovem família. João Morgado fotografou-a, capturando os seus jogos de luz, contrastes e singularidades.

©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
©João Morgado
Sugerir correcção