Galo Gordo: a cantar desde 2009

Um projecto que junta palavras, música e ilustração e anda há mais de dez anos por aí a alegrar famílias. Galo Gordo já voou até à Austrália e à Índia.

ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Ilustração para o poema-canção “Enquanto a roda anda à roda” Cristina Sampaio
ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Ilustração para o poema-canção “É uma festa!” Cristina Sampaio
ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Ilustração para o poema-canção “Saber esperar” Cristina Sampaio
ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Esboço da ilustração para o poema-canção “Saber esperar”,Esboço da ilustração para o poema-canção “Saber esperar” Cristina Sampaio,Cristina Sampaio
ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Ilustração para o poema-canção “Humanos” Cristina Sampaio
ilustracao,criancas,miudos,educacao,livros,musica,
Fotogaleria
Esboço para a ilustração do poema-canção “Humanos” Cristina Sampaio
impar,
Fotogaleria
Ilustração para o poema-canção “Tudo muda num segundo” Cristina Sampaio
Galo Gordo
Fotogaleria
Capa do livro “Galo Gordo É Uma Festa!”, editado pela Livros Horizonte Cristina Sampaio
Galo Gordo
Fotogaleria
CD “Galo Gordo É Uma Festa!”, produzido pela Constróisons, Edição e Produção Multimédia, Lda Cristina Sampaio
,Poemas e Canções para Todo o Ano
Fotogaleria
CD “Galo Gordo É Uma Festa!”, produzido pela Constróisons, Edição e Produção Multimédia, LdaCapa do primeiro livro: “Canta o Galo Gordo”, editado pela Caminho e premiado pelo Festival de BD da Amadora 2009 Cristina Sampaio

Lançado no final do ano passado, Galo Gordo É Uma Festa! assinala a passagem de mais de uma década sobre o início deste projecto literário e musical. Inês Pupo, autora do texto, conta ao PÚBLICO, via e-mail, como tudo começou: “Nasceu quando o Gonçalo Pratas dava aulas de Música a crianças e me pediu letras para poder compor canções para os alunos. Pedia-me poemas que falassem do dia-a-dia e dos dias importantes do ano, como o São Martinho, o pão-por-deus, a mãe, o pai, os avós, entre tantos outros temas que marcam os nossos dias.”

Começaram a viajar pelas escolas do país e novas ideias foram surgindo. Já somam quatro livros e 52 poemas-canções, sempre ilustrados por Cristina Sampaio. Excertos do texto que dá título ao livro: “(…) Quando eu olho para os teu olhos/ e vejo os meus à procura/ estar contigo é uma festa,/ Ser feliz é uma aventura!”, “Faça chuva ou faça sol,/ sabes que a verdade é esta:/ sempre que nós estamos juntos/ não há dúvida; é uma festa!”  

O livro ficou pronto durante a quarentena do ano passado. “Impressionou-nos, na altura, o facto de vários dos poemas parecerem ter sido escritos a pensar neste tempo estranho que estamos a viver, embora não tenham sido. Falamos do facto de cada dia ser uma festa só por estarmos juntos e de nos olharmos olhos nos olhos, falamos das mudanças e de como tudo muda num segundo, falamos da roda da vida e das perguntas para as quais nem sempre temos resposta”, descreve a autora, que também interpreta as canções, em conjunto com Gonçalo Pratas.

Foto
Ilustração para o poema-canção “Palavras novas” Cristina Sampaio

Para o lançamento, estava agendado um concerto, em Novembro de 2020, no Teatro Maria Matos, em Lisboa. A pandemia obrigou a que fosse adiado para Junho deste ano, mas ainda não há confirmação, informa o músico Gonçalo Pratas.

Para este CD, convidaram Vitorino, “para cantar uma canção que foi quase escrita e feita para ele” (faixa 6). É prática comum chamarem “músicos talentosos”. “Sabemos que há músicos extraordinários que acreditam, como nós, que as crianças são um público exigente, que merece ouvir, cantar e dançar boa música.”

Inês Pupo aproveita para recordar nomes com quem já colaboraram: “Temos belas memórias de momentos de estúdio ou de palco com Filipe Raposo, António Quintino, Diogo Duque, Celina da Piedade, Luís Peixoto, Ricardo Toscano, Cristina Branco, entre muitos outros.”

Cada livro nasce de uma conversa entre a autora e o músico, momento em que definem os temas a abordar. Depois, Inês Pupo escreve os poemas e entrega-os a Gonçalo Pratas e a Cristina Sampaio. “Enquanto a Cristina ilustra, o Gonçalo compõe. Só há duas excepções, ambas no segundo livro, Galo Gordo. Este Dia Vale a Pena!, em que a canção A banda da minha terra tem música e letra do Gonçalo, por ser um poema autobiográfico, e em que o poema Até vejo estrelas!... é escrito e musicado por mim, dedicado a um grande e velho amigo chamado Rafael.”

Sobre a articulação com a ilustradora, conta: “É difícil descrever o que sentimos quando recebemos os esboços da Cristina e mais tarde as ilustrações. Parece que os poemas ganham vida. E se às vezes, enquanto escrevo, imagino como é que a Cristina poderá vir a ilustrar uma ou outra ideia, outras vezes parece que ela vê coisas nos poemas que eu própria ainda nem tinha visto.”

Foto
Ilustração para o poema-canção “Silêncio” Cristina Sampaio

Melhor ilustração para livro infantil em 2009

Cristina Sampaio, por seu lado, diz ao PÚBLICO que gosta de ilustrar este tipo de livro, com poemas-canções: “Até acho que prefiro, cada quadro é um quadro, o que me permite uma grande variedade de representações. E os poemas da Inês, que eu adoro, são muito coloridos e, portanto, inspiradores.

A ilustradora e cartoonista recorda que o primeiro livro foi publicado pela Caminho, editora com que já tinha feito diversos livros. “A sugestão partiu do editor, José Oliveira. Só conheci os autores posteriormente, quando o livro Canta o Galo Gordo foi premiado no Festival de BD da Amadora 2009 [melhor ilustração para livro infantil].” E descreve o processo para esse trabalho: “Só recebi o texto. Fiz os esboços, que enviei ao editor, que por sua vez enviou aos autores, que gostaram, e eu avancei com os finais.”

Nos livros seguintes, já foi diferente: “Eu ia recebendo os poemas à medida que a Inês os ia fazendo, o Gonçalo enviava algumas músicas e cheguei a ir ao estúdio assistir às gravações. E íamos trocando impressões sobre os desenhos.”

Cristina Sampaio continua a fazer “esboços à maneira ‘antiga’: papel e lápis”. Diz ainda: “Como também sou eu quem faz a paginação, jogo com os desenhos e a mancha de texto.”

Foto
Esboço da ilustração para o poema-canção “É uma festa!” Cristina Sampaio

Tournées e Plano Nacional de Leitura

Gonçalo Pratas não quer deixar de referir as “três tournées” que realizaram “na rede nacional de auditórios, associadas a cada um dos livros, e o facto de os quatro livros fazerem parte do Plano Nacional de Leitura”.

O Galo Gordo foi ainda convidado pelo Instituto Camões para representar Portugal “em duas situações marcantes”. “Fomos à Austrália, em 2017, apresentar os livros aos alunos das escolas portuguesas, e à Índia, em 2019, participar no festival literário Bookaroo, com alguns dos nossos livros e projectos musicais.”

Foto
CD “Galo Gordo É Uma Festa!” Cristina Sampaio

Inês Pupo diz que o projecto “ganhou vida própria”, sentem-no sobretudo quando estão em palco e este “se enche de crianças de várias idades a cantar Às seis da manhã canta o Galo Gordo”.

O desejo de toda a equipa é o de continuar a fazer companhia a muitas famílias. “Trazem livros com marcas [nódoas] de papa para assinar (que nos enchem de orgulho), ouvem-nos no carro e dançam connosco nos concertos.” Uma festa!

Blogue Letra Pequena

Actualização: foram acrescentados alguns esboços das ilustrações de Cristina Sampaio