A missão quase impossível de um homem quase normal

Quando hoje Donald Trump bater com a porta da Casa Branca, rumo à Florida, o estrondo já não fará abanar as paredes. Se ainda restassem dúvidas, o Presidente que sai deixou o seu legado a céu aberto nas últimas semanas do mandato. Foram, talvez, os tempos mais chocantes e mais violentos de que há memória na história dos 45 presidentes americanos, só vencidos pela Guerra Civil, no século XIX, que um dos mais extraordinários Presidentes, Abraham Lincoln, travou para manter a América unida e começar a libertá-la do seu pecado original da escravatura. Desde 3 de Novembro passado, a democracia americana foi posta à prova como raras vezes antes.