Incêndio nas imediações põe Capitólio em estado de alerta, sem entradas ou saídas

Segurança no local é muito elevada devido às ameaça de ataques por parte de grupos apoiantes de Donald Trump.

Foto
A tomada de posse de Joe Biden vai ser acompanhada de medidas de segurança sem precedentes na História dos EUA WILL OLIVER / EPA

O edifício do Capitólio, em Washington, foi fechado brevemente por precaução devido a um incêndio nas suas imediações. Não foram permitidas entradas ou saídas no edifício, onde na próxima quarta-feira irá decorrer a cerimónia de tomada de posse do Presidente dos EUA, Joe Biden.

O alerta foi dado depois de ter deflagrado um incêndio perto do local, diz a Reuters. Os serviços secretos afirmaram que “não há perigo para o público”. Na altura estava a decorrer o ensaio geral para a tomada de posse.

Aparentemente, o incidente nada tem a ver com as suspeitas das forças de segurança de que apoiantes do Presidente cessante, Donald Trump, estão a planear interferir na tomada de posse, na quarta-feira.

A polícia do Capitólio referiu que o incêndio não ocorreu nas instalações do complexo. “Membros [do Congresso] e funcionários foram aconselhados a permanecer no interior enquanto o incidente é investigado”, disse a polícia, através de um comunicado. Os bombeiros confirmaram a existência de um incêndio perto do local.

A segurança em torno do Capitólio é muito forte desde a invasão, a 6 de Janeiro, por um grupo de apoiantes de Trump que queriam impedir a certificação dos resultados das eleições presidenciais. O FBI tinha avisado há alguns dias de que há possibilidade de haver novas tentativas de invadir edifícios governamentais, não só em Washington mas noutras capitais estaduais.

No sábado, um homem armado foi preso perto de um dos checkpoints à volta do Capitólio.