Controlo de Trump sobre o Partido Republicano começa a quebrar e abre caminho a anos de guerras internas

Grupo de dez congressistas republicanos, liderados por Liz Cheney, votou a favor do impeachment de Trump, enquanto os Senadores reflectem sobre o voto final. Mas a base de apoio de Donald Trump entre o seu eleitorado mantém-se praticamente intacta.

Foto
Donald Trump tornou-se no primeiro Presidente a ser alvo de um impeachment por duas vezes Reuters/LEAH MILLIS

O punho de ferro exercido pelo Presidente Donald Trump sobre o Partido Republicano começou a quebrar na passada quarta-feira, quando um pequeno, mas expressivo, grupo de membros do partido – incluindo Liz Cheney, a n.º 3 do partido na Câmara dos Representantes – votou a favor do impeachment, numa reprimenda histórica que desenhou linhas de batalha na próxima guerra pela alma do Partido Republicano.