Há quem tenha o estatuto de cuidador informal negado por não poder alterar a morada legal ou a pessoa de quem cuida não estar acamada

Primeiro relatório trimestral da Comissão de Acompanhamento dos Projectos Piloto do Estatuto do Cuidador Informal elenca vários constrangimentos ao reconhecimento desse papel

Foto
Nuno Ferreira Monteiro

O primeiro relatório trimestral da Comissão de Acompanhamento, Monitorização e Avaliação Intersectorial dos Projectos Piloto do Estatuto do Cuidador Informal, que a Segurança Social publicou esta sexta-feira, não poupa críticas ao arranque da experiência. E lança alguma luz sobre a fraca adesão.