Dentro da noite encerrada: “O negócio está por um fio”

Passaram dez meses desde que os bares e discotecas encerraram. Por breves momentos, as portas abriram-se ao PÚBLICO, que foi recebido por donos e funcionários a contar os dias de luta pela sobrevivência.

cais-sodre,musicbox,bares,musica,porto,lisboa,
Fotogaleria
cais-sodre,musicbox,bares,musica,porto,lisboa,
Fotogaleria
cais-sodre,musicbox,bares,musica,porto,lisboa,
Fotogaleria

Num bar com iluminação a meia-luz e música em volume de pôr as colunas de som a tremer, anuncia-se mais um espectáculo de uma dupla com décadas a somar noites de entretenimento em espaços nocturnos do Porto dedicados à área artística em que se move. Dos degraus que saem do camarim até um patamar virado para a sala onde habitualmente estaria o público descem Roberta Kinsky e Katy Wandolly, duas artistas de um grupo maior que habitualmente actua numa das poucas casas da cidade vocacionadas para a arte do transformismo, que ainda sobrevive.