O que estará encerrado, proibido e aberto: as medidas do novo confinamento

Confinamento começa na sexta-feira. As medidas foram anunciadas por António Costa. O PÚBLICO resume-as aqui.

Foto
O essencial das medidas do novo confinamento Governo
  • Todos os estabelecimentos de ensino continuarão em funcionamento;
  • O comércio, os serviços estarão encerrados, salvo os estabelecimentos autorizados, como consultórios, dentistas, farmácias, mercearias, supermercados e hipermercados e outros. Lotação limitada a cinco pessoas por 100 metros quadrados;
  • Permite-se o funcionamento de feiras e mercados, nos casos de venda de produtos alimentares;
  • Cabeleireiros e barbeiros fechados;
  • Teletrabalho obrigatório, sempre que possível;
  • Será possível fazer exercício ao ar livre. Ginásios e outros recintos desportivos encerram
  • É possível passear ao ar livre, com ou sem animais de companhia. Os passeios devem ser de curta duração e ocorrer na zona de residência;
  • Os tribunais também vão funcionar;
  • Restaurantes e cafés só poderão funcionar em take-away ou entrega ao domicílio;
  • Serviços públicos disponíveis mediante marcação prévia;
  • Todos os eventos proibidos, com excepção dos de campanha eleitoral e as celebrações religiosas;
  • Os espaços culturais fecham;
  • Funerais podem realizar-se, desde que seja garantida distância de segurança
  • Os jogos das selecções nacionais e da 1.ª divisão sénior não terão público.

Veja também: