Sonae vende 17 lojas da Worten em Espanha e aposta no canal digital

Empresa da Sonae mantém 16 lojas físicas no país vizinho e antecipa atingir rentabilidade positiva em 2021.

Foto
Cláudia Azevedo, presidente executiva da Sonae, reduz presença da Worten em Espanha NELSON GARRIDO

A Worten, cadeia de venda de electrodomésticos e equipamentos electrónicos do grupo Sonae, acaba de anunciar uma profunda redução da operação física em Espanha, que passa pela venda de 17 espaços à MediaMarkt, o encerramento de outras 14 e a manutenção de 16, um plano que pretende assegurar “a rentabilidade da sua operação naquele mercado em 2021”, onde era deficitária. 

Em comunicado divulgado esta quarta-feira, a empresa refere que a redução da rede de lojas se insere na estratégia de “acelerar a digitalização do seu negócio naquele país, concentrando esforços no canal digital”, dentro do processo "de adaptação aos novos desafios do mercado, precipitados pela pandemia e de olhos postos no futuro”.

A empresa do grupo Sonae (proprietário do PÚBLICO) acrescenta que “em resultado da forte aposta no canal digital, as vendas da worten.es cresceram significativamente nos últimos anos, o que veio acelerar a decisão de focar a operação na loja online e nas 16 lojas físicas com maior rentabilidade”.

Worten está presente em Espanha desde 2009, detendo actualmente uma rede de 47 lojas. O cenário de saída ou redução da dimensão da operação em Espanha já se colocava há algum tempo, tendo em conta a falta de rentabilidade da mesma. 

A MediaMarkt já confirmou a compra das 17 lojas, adiantando que a aquisição reforça a sua liderança no sector da distribuição de electrónica de consumo em Espanha. 

negócio, que aguarda a aprovação por parte da Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência espanhola, deverá concretizar-se no primeiro trimestre de 2021, assegurando a transferência de 270 colaboradores, “o que contribui para preservar 73% dos actuais postos de trabalho da Worten Espanha”, refere o comunicado.

Nos primeiros nove meses de 2020, as vendas consolidadas da Worten cresceram 4,3%, para 775 milhões de euros, com uma quota de mercado online superior à offline.

Na divulgação de dados trimestrais, o grupo destacou a duplicação das vendas online dos negócios integralmente consolidados, representando “mais de um terço do crescimento de vendas do grupo”. No retalho alimentar, o crescimento do ecommerce superou os dois dígitos, avançou.