Trump a caminho de um inédito segundo impeachment em quatro anos

Presidente dos EUA anunciou que vai faltar à tomada de posse de Joe Biden. Partido Democrata admite iniciar um segundo processo de destituição na quarta-feira, mas a iniciativa não tem o apoio do Senado.

Foto
Donald Trump vai faltar à tomada de posse de Joe Biden, depois de Barack Obama ter marcado presença na cerimónia de 2017 Reuters/Carlos Barria

A aproximação entre o Partido Republicano e o Partido Democrata na resposta à invasão da sede do Congresso norte-americano por apoiantes de Donald Trump, na quarta-feira, desfez-se no momento em que as duas lideranças tiveram de decidir o futuro do ainda Presidente dos EUA até ao fim do seu mandato. E é pouco provável que Trump saia da Casa Branca antes de 20 de Janeiro – o seu vice-presidente, Mike Pence, parece ter fechado a porta a uma expulsão a partir de dentro, e o Partido Democrata não tem apoio suficiente para que um impeachment resulte na condenação do Presidente dos EUA.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários