Pequenos accionistas quase desaparecem da TAP

Conversão de parte do empréstimo de 1200 milhões de euros do Estado em capital fará com que os 5% comprados na Oferta Pública de Venda de 2017 tenham uma forte diluição.

Foto
Estado vendeu 5% da TAP aos trabalhadores em 2017 Nuno Ferreira Santos

O processo de reestruturação da TAP, que passa por um forte corte de custos e uma subida da participação do Estado, vai fazer com que os pequenos accionistas praticamente desapareçam. Estes, aliás, nem foram contactados pelo Governo no âmbito do plano de recuperação da transportadora, nem tiveram a iniciativa de contactar o executivo, de acordo com as informações prestadas ao PÚBLICO por fonte oficial do Ministério das Infra-estruturas. E desconhece-se qualquer tentativa para fazerem ouvir a sua voz, de forma mais ou menos organizada.