Morreu Alex Apolinário, jogador do Alverca que sofreu paragem cardíaca em campo

Médio brasileiro estava internado no Hospital de Vila Franca de Xira desde o passado domingo.

Foto
Alex Apolinário DR

O futebolista Alex Apolinário morreu esta quinta-feira de manhã, no Hospital de Vila Franca de Xira. A informação foi avançada pelo FC Alverca nas redes sociais e confirmada pelo PÚBLICO junto do gabinete de comunicação do clube. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) já decretou um minuto de silêncio nas partidas, em honra do jogador.

“O FC Alverca Futebol SAD prestará todo o apoio necessário a seus familiares. Neste momento de luto todas as actividades do FC Alverca estão canceladas”, adianta o clube, em comunicado.

No domingo, o médio da equipa principal do FC Alverca caiu inanimado no relvado, a meio da primeira parte da partida que opunha a equipa alverquense ao União de Almeirim. O atleta brasileiro de 24 anos sofreu uma paragem cardiorrespiratória.

O jogador foi assistido no relvado pela equipa médica do clube, com o auxílio de um desfibrilhador. Recuperou os sinais vitais pouco depois, já no interior de uma ambulância dos Bombeiros Voluntários de Alverca, tendo sido, posteriormente, transportado para o Hospital de Vila Franca de Xira.

Na quarta-feira, em declarações ao Globoesporte, a mãe do jogador fazia um prognóstico relativamente optimista do estado de saúde de Alex Apolinário. “Os médicos visitaram-no de manhã e ficaram surpreendidos com a recuperação. Para nos passarem essa informação, creio que ele já reagiu. Não se pode apressar a recuperação. Foi uma batalha dura. Fez exames ao coração, rins, fígado e agora à cabeça, e não acusaram nada”, declarou Vânia Valentim.

Nas últimas horas, a condição clínica do jogador ter-se-á agravado e a morte foi confirmada nesta quinta-feira.

Alex Apolinário cumpria a terceira época ao serviço do FC Alverca, depois de ter representado o Cruzeiro de Belo Horizonte e o Atlético Paranaense nos escalões de formação. Destacou-se pela sua veia “goleadora” e, na temporada passada, marcou o primeiro golo do Alverca, na partida em que os alverquenses eliminaram o Sporting da Taça de Portugal.

Uma das primeiras reacções ao desaparecimento do jogador foi do FC Porto, por intermédio de Sérgio Conceição, que aproveitou a conferência de imprensa de lançamento do jogo com o Famalicão para deixar uma mensagem.

“Aproveito, em nome de toda a gente do FC Porto, para mandar um forte abraço de condolências à família e amigos. A vida tem destas coisas, um jovem acabar desta forma não é fácil para ninguém. Um abraço”, declarou o treinador.

Entretanto, também a FPF já reagiu, através de uma mensagem do presidente, Fernando Gomes: “Numa época tão difícil e em que o futebol tem sofrido tantas perdas, torna-se ainda mais duro, incompreensível e injusto ter de aceitar o desaparecimento de um jovem que deveria ter tido pela frente muito mais vida e a oportunidade de continuar a construir a carreira de futebolista pela qual tanto lutou”.

De resto, o organismo decretou um minuto de silêncio nos próximo encontros das provas que estão sob a sua égide. “A Federação Portuguesa de Futebol vai honrar a memória do futebolista Alex Apolinário decretando um minuto de silêncio nos jogos da sua tutela, agendados entre esta quinta-feira e o próximo domingo”.