Uma proposta modesta (sobre o CDS)

Só vejo uma hipótese para a crise do CDS: Francisco Rodrigues dos Santos ser candidato à Câmara de Lisboa. Foi o que Portas e Cristas fizeram quando tiveram de afirmar as suas lideranças.

A direcção do CDS veio a público, através do Expresso, dizer que o presidente Francisco Rodrigues dos Santos quer reunir com “alguns dos quadros mais desalinhados” do partido, para os “envolver na estratégia” da liderança e os “amarrar” às disputas das autárquicas. Segundo a notícia, sou uma das “figuras da oposição” que serão “chamadas ao Caldas”.