Como lidar com os excessos do réveillon? Cinco mandamentos para se divertir sem ressaca

As festas na rua estão banidas, os bares e as discotecas fechadas, com o recolher obrigatório decretado para as 23h do último dia do ano. Mas nem por isso se prevêem menos excessos.

Foto
Dave Lastovskiy/Unsplash

Os excessos vêm de mãos dadas com as festas. Sejam em forma de comidas mais extravagantes, gordurosas e açucaradas ou bem regados com álcool. E nem o facto de, este ano, a meia-noite se assinalar em confinamento deverá quebrar a regra. Isto, num ano em que o consumo de álcool disparou e a preocupação com a saúde mental se tornou mais visível. Até porque, para muita gente, 2020 não deverá ser guardado no baú das memórias com grande saudade.

No entanto, não vale a pena entrar em 2021 com uma enorme dor de cabeça ou, pior, com uma visita às urgências de um hospital. Por isso, nada como levar a sério os cinco mandamentos para se divertir sem ressaca que, note-se, não é mais do que quando se chega ao limite do fígado em metabolizar o álcool ao mesmo tempo que o organismo está cada vez mais desidratado, sobretudo pelo efeito diurético do álcool.

  1. Não beberá de estômago vazio
    Um estudo publicado no Journal of Forensic Sciences descreve que “a maior parte do álcool é absorvida pelo intestino delgado, para onde passa rapidamente quando ingerido de estômago vazio, provocando um pico elevado de concentração no sangue. Mas se, pelo contrário, se beber com o estômago cheio, o álcool é absorvido lentamente porque o esvaziamento gástrico demora mais e o pico de concentração no sangue é mais moderado, tornando-se menos tóxico para o organismo”.
  2. Beberá água sempre que possa
    Sendo a ressaca o efeito da desidratação do organismo, um passo muito simples passa por contrariar esse efeito do álcool, ingerindo água com alguma regularidade. O acto irá dificultar o desenvolvimento de uma elevada taxa de álcool no sangue e retardar ou mesmo evitar os efeitos nefastos que se sentem no dia a seguir.
  3. Mantenha corpo são em mente sã
    Não ceda à tentação de fazer directas. Descanse um pouco antes de arrancar com os festejos e tente fazer uma alimentação saudável ao longo do dia, deixando os exageros apenas para o período da noite. Além disso, uma sesta irá permitir um descanso ao cérebro: não beba se se sentir deprimido ou triste; o álcool apenas servirá para exacerbar as emoções negativas.
  4. Consultará um farmacêutico de confiança
    Não são mezinhas, mas antes substâncias que, tomadas sob supervisão de um farmacêutico, poderão facilitar o processo de passar incólume por uma noite de exageros. Ao PÚBLICO, o farmacêutico Hipólito Aguiar explicou, há dois anos, que se pode usar protectores gástricos e hepatoprotectores que protegem o estômago e o fígado, respectivamente. Além disso, deixou a dica de “ingerir carvão vegetal imediatamente depois de começar a beber, já que este funciona como um sugador do excesso de produtos no estômago”.
  5. Não negligenciará ​o trio sal, açúcar e gordura
    Três coisas que não faltarão numa mesa de réveillon: sal, açúcar e gorduras. Para minimizar os estragos da noite, beba muita água e mantenha-se acordado algumas horas após a refeição – pode até aproveitar para entrar em 2021 a dançar, eliminando alguns dos inimigos ingeridos. Uma dica que servirá tanto para combater a ressaca do álcool como a indisposição dos excessos alimentares passa pela ingestão de sumo de limão, rico em vitamina C, reconhecida pelas suas propriedades antioxidantes.