Nunca viu desigualdade salarial? A TAP dispensou cinco grávidas

Um leitor disse que nunca viu uma mulher ganhar menos por ser mulher. Fiquei com vontade de o apresentar às hospedeiras da TAP que foram para a rua porque estavam grávidas.

Outro dia citei um relatório da Organização Internacional de Trabalho e logo um leitor duvidou da seriedade do documento. “Deixe-se de divagar e seja concreta”, queixou-se. “As mulheres que são mães recebem menos do que as que não são mães? Onde?”, escreveu o leitor, pedindo como prova uma “situação real” em Portugal.