Presépios, mil e uma luzes, celebrações online: uma volta aos Natais de Portugal

Com os tradicionais eventos cancelados ou limitados a momentos simbólicos, deixamos algumas sugestões pelo país para dar voltas natalícias em segurança: entre celebrações online, visitas aos presépios e passeios pelas luzes, circo e música, é o Natal que resiste.

coronavirus,natal,lazer,fugas,musica,
Fotogaleria
Cabeça, Aldeia Natal: este ano é online Adriano Miranda
fugas,centro-cultural-belem,musica,algarve,porto,lisboa,
Fotogaleria
Em Águeda, chove Natal DR
fugas,centro-cultural-belem,musica,algarve,porto,lisboa,
Fotogaleria
O Pai Natal português trabalha este ano via Zoom Adriano Miranda
Presépio
Fotogaleria
No Porto, o presépio mais antigo da cidade na Igreja das Taipas Nelson Garrido
fugas,centro-cultural-belem,musica,algarve,porto,lisboa,
Fotogaleria
O "maior presépio de Portugal" em Vila Real de Santo António DR
fugas,centro-cultural-belem,musica,algarve,porto,lisboa,
Fotogaleria
Um túnel de luz no Funchal Lusa

A magia natalícia vem, este ano, em doses comedidas e adaptadas ao contexto em que vivemos. Com ou sem árvore a compor o quadro, persistem as luzes de Natal, um pouco por todo o país. Mas há mais.

A Norte

Viana do Castelo leva Presépios de Artesanato ao Museu de Artes Decorativas e Antigos Paços do Concelho. A segunda edição da mostra integra o programa Viana Natal e está patente de terça a domingo, das 10h às 18h, até 10 de Janeiro, com as cenas da Natividade representadas pelos artesãos locais.

Em Vila do Conde, estão expostos 3000 presépios, saídos das mãos de mais de 80 artesãos portugueses. A 20.ª edição dos Presépios de Portugal decorre no Auditório Municipal vilacondense, até 31 de Dezembro, e ganha um novo formato online, adaptado à situação pandémica. A iniciativa é promovida pela Associação para Defesa do Artesanato e Património de Vila do Conde e permite não só mostrar a produção nacional mas também comprar as obras de arte. A exposição física tem entrada livre e pode ser visitada entre as 14h e as 19h (dias 26 e 27, das 10h às 12h30), encerrando nos dias 24, 25 e 31 de Dezembro.

No Coliseu do Porto, está o circo montado. A tradição conta 79 anos e põe em cena duas dezenas de artistas a mostrar as suas habilidades – da acrobacia aérea ao ilusionismo, passando pelo trapézio, malabarismo, palhaços ou parkour –, este ano com uma orquestra a acompanhar o espectáculo, feita à medida e sob a batuta do maestro Cesário Costa. O Circo do Coliseu fica até 3 de Janeiro, com bilhetes entre 7€ e 18€.

Foto
Presépio na Igreja das Taipas, Porto Nelson Garrido

Ainda no Porto, a Igreja de São José das Taipas acolhe o presépio mais antigo da cidade. De estilo barroco, remonta ao século XVIII e é associado ao arquitecto Machado de Castro. Uma representação da vida em família composta por mais de 70 peças e com a particularidade de incluir um quarto rei mago. Fora do edifício, na fachada, está o contraponto: um painel de graffiti com uma versão mais recente do presépio, assinada pelo artista Kilos.

Ao Centro

Águeda ilumina a época festiva com o símbolo da cidade vestido a rigor. Até 10 de Janeiro, os emblemáticos e coloridos chapéus-de-chuva suspensos da instalação artística Umbrella Sky ganham novos tons e cobrem as ruas com um céu brilhante, branco e dourado. A acompanhar o programa Águeda é Natal!, há O Maior Pai Natal do Mundo, com cerca de 21 metros de altura, flocos de neve, baloiços, trenós e bengalas doces gigantes.

No Jardim Botânico Tropical, em Lisboa, o convite é para entrar no Magical Garden, um percurso nocturno com mais de 20 instalações luminosas, paisagens sonoras e video mapping, ao longo de um quilómetro. A ideia vem com o carimbo do ateliê OCubo e propõe uma viagem sensorial e interactiva que dá a conhecer não só as espécies que habitam o herbário, mas também animais selvagens de outras paragens e de outros tempos, como dinossauros, elefantes, tigres ou leopardos. Para ver de quinta a domingo, das 18h às 22h, até 10 de Janeiro (bilhetes entre 15€ e 17,50€).

A Sul

Até 6 de Janeiro, quem passar pelo centro histórico de Palmela pode dar de caras com a Maria Galega, a Caramela, o Caga-Lume ou o Pouca Roupa. Estas são algumas das 14 figuras a descobrir no Presépio Etnográfico de Palmela, espalhado por ruas e largos da vila, que convida a conhecer as personalidades e a história da terra. Para ajudar ao caminho, no site do município está disponível a brochura digital Pé ante pé… Descobre o que o presépio é!, que acompanha o mapa com a informação de cada figura.

Vila Real de Santo António mostra as medidas do seu Presépio Gigante, que este ano comemora as 18 edições e se reafirma como o maior do país: tem mais de 20 toneladas de areia, três mil quilos de cortiça, é habitado por cerca de 5600 peças, espraia-se por 230 metros quadrados e demorou 40 dias a ser construído. À espera dos visitantes, no Centro Cultural António Aleixo, estão histórias de Natal e das tradições algarvias, num cenário onde se incluem figuras mecanizadas e outros efeitos cénicos. Podem ser vistas todos os dias, das 10h às 13h e das 14h30 às 19h, até 6 de Janeiro (dias 24 e 31 de Dezembro, até às 18h; dia 1 de Janeiro, apenas no período da tarde). A entrada custa 0,50€.

Em casa

Com os elfos confinados, o Castelo Mágico de Montemor-o-Velho passa, em 2020, para um plano online: a magia do Natal vive-se sem sair de casa, através do site, com 25 vídeos de inúmeras actividades como receitas, presentes, decorações mágicas, contos ou truques de magia.

Também Óbidos dá as mãos ao digital: a tradicional Vila Natal mantém a decoração e o espírito in loco, abrindo também as portas aos internautas que queiram acompanhar o que por lá se passa e planear uma visita em segurança. A Rota dos Sabores - Delícias de Natal e o Roteiro dos Presépios são alguns dos mapas disponíveis.

Da Serra da Estrela para o lar de cada um, vem Cabeça, a aldeia Natal. Com a edição deste ano cancelada, porque “não há cabeça para grandes festas”, a organização promete iluminar e ornamentar a casa com o mesmo amor ao planeta (a decoração é feita com materiais naturais). O resultado é mostrado na web, acompanhado de workshops, cozinha e mercado online.

Penamacor, Vila Madeiro mantém a chama da tradição nas redes sociais: na página de Facebook do município há concertos, animação de rua, visitas guiadas, apresentações de livros e até um presépio ao vivo.

Acompanhado pelo seu Comité Caviar, Pedro Abrunhosa dá um concerto especial de Natal online, no Facebook e site da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia. O encontro está marcado para dia 24 de Dezembro, às 22h, e promete surpresas no sapatinho.

A dar música está também o Centro Cultural de Belém, em Lisboa: entre as 15h e as 22h do dia 25 de Dezembro, é possível aceder gratuitamente ao Concerto de Natal do Alma Ensemble, no site do CCB.

Foto
Cabeça, Aldeia Natal, em 2019 Adriano Miranda