Como funciona o Fundo que pode vir a pagar a “transição justa” da refinaria de Matosinhos?

Cheque de 200 milhões do Fundo para a Transição Justa pode servir para requalificar trabalhadores, descontaminar terrenos, apoiar PME ou projectos de energias renováveis e de eficiência energética.

Foto
Os sindicatos falam em 500 empregos directos e 1000 empregos indirectos afectados pelo fecho da refinaria Paulo Pimenta

A notícia de encerramento da refinaria da Galp em Leça da Palmeira levou o Ministério do Ambiente e da Acção Climática (MAAC) a garantir prontamente que o Governo incluiu a região em que se encontra a refinaria de Leça da Palmeira nas regiões elegíveis para beneficiar do dinheiro proveniente do Fundo para uma Transição Justa (FTJ), ao abrigo do qual Portugal conta receber em torno de 200 milhões de euros.