Sérgio Conceição: “Para mim não é uma vantagem o Pizzi não jogar”

Treinador do FC Porto só irá decidir sobre a utilização de Otávio, Corona e Pepe perto do início da decisão da Supertaça frente ao Benfica

Foto
Sérgio Conceição enfrenta Jorge Jesus LUSA/ESTELA SILVA

A ausência de Pizzi do clássico que irá decidir a atribuição da Supertaça relativa à última temporada não é vista pelo treinador do FC Porto como vantajosa para a sua equipa. Sérgio Conceição lamentou a situação do jogador do Benfica, que testou positivo ao Covid-19, defendendo que este caso até pode motivar os seus companheiros do Benfica que irão disputar a partida. 

“Não sei o que o treinador do Benfica irá fazer em relação a isso. Para mim, não é uma vantagem o Pizzi não jogar. Pode até criar um espírito mais solidário dentro da equipa. Não sei se será mais positivo ou mais negativo”, referiu o técnico na antevisão da partida da Supertaça, esta quarta-feira.  

Já em relação à sua equipa, Conceição adiantou que Otávio e Jusús Corona, a recuperar de alguns problemas físicos, estão em dúvida para esta partida. “Vão fazendo tratamento diariamente. Vamos ver a evolução e decidir muito perto do jogo”, assumiu.  

Dúvidas que tem também em relação à eventual titularidade de Pepe, recuperado de uma lesão, no centro da defesa. O treinador portista não descartou a sua utilização. “Jogando ou não jogando vai ser sempre um jogador importante amanhã, mesmo no banco.” 

Ainda que admita que a conquista da Supertaça não é exactamente o principal objectivo do FC Porto para esta temporada, Sérgio Conceição quer ficar com o troféu, para o juntar ao campeonato e Taça de Portugal conquistados na última época. “Este é um título relativo ao ano passado. Queremos muito ganhar, mas há outros objectivos na época muito importantes”, resumiu. 

Sobre a luta pela Liga da presente temporada, o técnico admitiu que quem lidera a classificação é a melhor equipa. “Acho que quem está na frente é quem tem merecido mais. Há uma equipa melhor, que é o Sporting, porque é quem está na frente. Mas isto é uma maratona e temos de ver no fim.” 

Já em relação ao Benfica, o treinador do FC Porto reconheceu que é uma formação extremamente ofensiva. “Talvez seja a equipa com mais ataques e situações de golo na Liga”. 

Conceição relativizou, por outro lado, os jogos tácticos das equipas. “Sempre que há jogos ricos a nível táctico são espectaculares para mim. Mas, depende depois de como olhamos. Como a arte contemporânea: alguns dizem que é espectacular e outros que são uns rabiscos e não percebem nada daquilo.”