EDP elege nova gestão a 19 de Janeiro

Novo conselho de administração executivo até 2023 será composto por Miguel Stilwell, Rui Teixeira, Miguel Setas, Vera Pinto Pereira e Ana Paula Marques, que serão eleitos em assembleia-geral.

Foto
Miguel Stilwell de Andrade, António Mexia (cujo mandato como presidente executivo da EDP termina formalmente no final deste ano) e Rui Teixeira Sara Jesus Palma

A EDP convocou os accionistas para uma assembleia-geral (AG) que se realizará a 19 de Janeiro, com o objectivo de eleger o novo conselho de administração executivo (CAE) para o período entre 2021 e 2023.

Segundo o comunicado enviado esta sexta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a equipa escolhida pelo actual presidente interino Miguel Stilwell de Andrade, e futuro presidente executivo da eléctrica, inclui os actuais administradores executivos Rui Teixeira, Miguel Setas e Vera Pinto Pereira.

A novidade nesta equipa é Ana Paula Marques, até agora administradora executiva da Nos.

A operadora de telecomunicações controlada pelo grupo Sonae (proprietário do PÚBLICO) comunicou quase em simultâneo ao mercado a renúncia desta gestora, que estava na empresa desde o tempo da antiga em Optimus, para onde entrou em 1998.

Na convocatória de AG feita a pedido dos accionistas da EDP China Three Gorges, Oppidum Capital (grupo espanhol Masaveu), Senfora BV (fundo detido pelo Estado de Abu Dhabi), Sonatrach (petrolífera estatal argelina) e fundo de pensões do grupo Millennium bcp explica-se que, além de elegerem os novos membros do CAE, os accionistas da EDP deverão também votar a prorrogação transitória da actual política de remuneração deste órgão executivo.

A prorrogação será válida até à realização da AG anual da EDP em 2021 (os encontros de accionistas da EDP realizam-se normalmente em Abril).

A convocatória, assinada pelo presidente da mesa da AG, Luís Palha da Silva, explica que a reunião irá realizar-se exclusivamente por meios à distância devido à crise de saúde pública.

Por conhecer está ainda a distribuição de pelouros da nova equipa. Actualmente, Miguel Stilwell acumula a liderança executiva como o cargo de administrador financeiro (desde Julho, quando substituiu António Mexia, suspenso de funções por ordem do juiz Carlos Alexandre) e Rui Teixeira tem a liderança da EDP Renováveis (também desde Julho, quando substituiu João Manso Neto igualmente suspenso por ordem judicial).

Miguel Setas, que é agora presidente da EDP Brasil, acumulou este cargo com o de presidente da EDP - Gestão da Produção de Energia, que até Julho estava com Rui Teixeira. Vera Pinto Pereira lidera a EDP Comercial e a EDP Soluções Comerciais.