Inquérito ao Novo Banco liderado por cinco repetentes e dois estreantes

A comissão de inquérito ao Novo Banco toma posse esta terça-feira. Deputados vão recuar à gestão de Ricardo Salgado para avaliar as razões por que o Fundo de Resolução é chamado a injectar capital na instituição.

Foto
Mariana Mortágua é uma das veteranas das comissões de inquérito sobre a banca Daniela Rocha

A comissão parlamentar de inquérito ao Novo Banco toma posse esta terça-feira e tem até Abril para concluir o trabalho de avaliação das perdas da instituição imputadas ao Fundo de Resolução (FdR). A liderar os trabalhos da comissão estão deputados com experiência em anteriores inquéritos à banca, mas também há estreias. Ao todo serão 17 os deputados efectivos que ao longo de quatro meses vão tentar perceber por que razão o FdR tem sido chamado a injectar capital no banco que resultou do fim do BES.