“Neste Natal seja consciente, animal não é um presente”: o apelo de (mais) uma associação

A Associação São Francisco de Assis, em Cascais, relembra que “a adopção de um animal de companhia é uma decisão que requer reflexão” e alerta para a adopção responsável, especialmente no período natalício: “Animal não é um presente”, avisam.

Foto
Chewy/Unsplash

“Um animal nunca pode ser um presente espontâneo”, avisavam, em 2018, diversas associações de animais ao P3. Por isso mesmo, suspendiam as adopções durante o período de Natal. A Associação São Francisco de Assis, em Cascais, não vai tão longe, mas lança uma campanha que pretende alertar para a adopção responsável, especialmente na quadra natalícia. 

Fotogaleria

“A adopção de um animal de companhia é uma decisão que requer reflexão e implica o envolvimento de toda a família, que irá passar a ter mais um elemento”, explica João Salgado, vice-presidente executivo da associação, em comunicado enviado ao P3. “Devemos pensar bem acerca das implicações inerentes ao acolhimento de um animal no seio familiar porque, ao contrário de muitos outros presentes que ficam esquecidos ou são postos de lado sem qualquer consequência, o abandono e os maus tratos a animais de companhia são crimes puníveis por lei, que devemos evitar a todo o custo.”

Fotogaleria

A Associação São Francisco de Assis conta com 8100 animais resgatados, cerca de seis mil esterilizações efectuadas e 6900 adopções responsáveis, com uma taxa de sucesso superior a 90%. Este Natal espera que os números não sejam diferentes. Lançou, para isso, a campanha, que consiste num vídeo partilhado nas redes sociais e em algumas imagens que tentam alertar para a adopção consciente. O mote é o mesmo: “Neste Natal seja consciente, animal não é um presente.