Qualidade das “Martas” travou o bom jogo de Sofia Araújo

A jogadora portuguesa fez um primeiro set de grande qualidade, mas não conseguiu apurar-se para as meias-finais do Master Finals do World Padel Tour.

Foto
Sofia Araújo no Master Finals Foto: WPT

Durante grande parte do jogo, Sofia Araújo e Virgínia Rieira exibiram-se a grande nível e mostraram ter argumentos para conseguirem um lugar nas meias-finais do Master Finals, mas, no final, a qualidade, experiência e solidez de Marta Marrero e Marta Ortega fizeram a diferença.

Em Menorca, no torneio de final de época onde apenas participam as 16 melhores jogadoras do ano no Word Padel Tour, a jogadora portuguesa foi derrotada nos quartos-de-final em três sets: 5-7, 6-2 e 6-1.

Após uma temporada de grande nível, onde conseguiram disputar uma meia-final do WPT e subir de 15.ª para a nona melhor dupla do ranking, Sofia Araújo e Virgínia Rieira confirmaram no principal torneio do ano que estão ao nível das melhores jogadoras mundiais.

Frente a Marta Marrero e Marta Ortega, dupla que voltou a juntar-se depois de liderar o ranking mundial em 2019, Araújo e Rieira realizaram um primeiro set de excelente nível. Com confiança e sem medo do nome das adversárias, a portuguesa e a argentina foram quase sempre superiores, justificando a vitória no parcial inicial (7-5).

Porém, após o primeiro set, as “Martas” encontraram o antídoto para o jogo das rivais. Sem se deixarem afectar pelas dificuldades impostas pela dupla luso-argentina, as espanholas subiram o nível do seu jogo e rapidamente alcançaram uma vantagem de 5-1, fechado o set em 6-2.

Mais desgastadas, Araújo e Rieira, que disputaram este ano pela primeira vez o Master Finals, continuaram a sentir dificuldades para contrariar a experiência de Marrero e Ortega e, com 0-3 e 1-4, desperdiçaram cinco pontos de breaks, permitindo que as espanholas garantissem o apuramento para as meias-finais, ao fim de 2h16, com um parcial de 6-1.

A derrota nos quartos-de-final do Master Finals deve marcar a despedida da parceria entre Sofia Araújo e Vírigina Riera. Em 2021, a jogadora portuguesa deve formar par com a espanhola Elisabet Amatriaín, actual número 10 do ranking mundial.