Todas as sondagens dão vitória de Marcelo à primeira volta, mas sem bater Soares

Antes da pandemia, o actual Presidente ainda podia sonhar bater a percentagem-recorde de votos na eleição de um chefe de Estado em democracia: em 1991, Mário Soares foi reeleito com 70,35%. Agora, só pode esperar um segundo lugar.

Foto
Miguel Manso

Todas as sondagens sobre as eleições presidenciais de 2021 divulgadas este ano confirmam as percepções públicas: Marcelo Rebelo de Sousa deverá ser reeleito logo a 24 de Janeiro, sem necessidade de uma segunda volta. Mas só uma lhe permitia alimentar o sonho de bater a percentagem-recorde de votos na eleição de um chefe de Estado em democracia: os 70,35% com que Mário Soares foi reeleito, em 1991. Em Maio, uma pesquisa da Eurosondagem para o Sol e vários órgãos de comunicação Social dava-lhe 70,7% das intenções de voto. Um valor que nunca se repetiu.