Mais uma peça para estudar o Terramoto: o cocó

Dejectos encontrados numa escavação permitem conhecer hábitos alimentares e maleitas dos lisboetas de 1755. Exposição na Biblioteca Palácio Galveias mostra o conteúdo de uma casa que veio abaixo.

Reconstituição de como poderia ser o quarteirão. A casa escavada é a vermelha
Fotogaleria
Reconstituição de como poderia ser o quarteirão. A casa escavada é a vermelha Daniel Rocha
Cabeça de uma deusa chinesa, Guan Yin, em porcelana, que possivelmente serviria para decoração
Fotogaleria
Cabeça de uma deusa chinesa, Guan Yin, em porcelana, que possivelmente serviria para decoração Daniel Rocha
A exposição está na Biblioteca Palácio Galveias até 26 de Fevereiro de 2021
Fotogaleria
A exposição está na Biblioteca Palácio Galveias até 26 de Fevereiro de 2021 Daniel Rocha
A casa situava-se numa das esquinas do Rossio, junto ao que é hoje uma loja de tecidos
Fotogaleria
A casa situava-se numa das esquinas do Rossio, junto ao que é hoje uma loja de tecidos Daniel Rocha
Cerâmica decorada
Fotogaleria
Cerâmica decorada Daniel Rocha
Muitas peças encontravam-se ainda em bom estado
Fotogaleria
Muitas peças encontravam-se ainda em bom estado Daniel Rocha
Foram encontradas muitas peças associadas a mobiliário
Fotogaleria
Foram encontradas muitas peças associadas a mobiliário Daniel Rocha
Bem como loiça e garrafas
Fotogaleria
Bem como loiça e garrafas Daniel Rocha
Na casa encontraram-se muitos objectos do quotidiano
Fotogaleria
Na casa encontraram-se muitos objectos do quotidiano Daniel Rocha
O calhandro onde se encontravam as fezes
Fotogaleria
O calhandro onde se encontravam as fezes Daniel Rocha
Pináculos de cadeiras, tachas de arcas, dobradiças, alfinetes e contas foram alguns dos objectos descobertos
Fotogaleria
Pináculos de cadeiras, tachas de arcas, dobradiças, alfinetes e contas foram alguns dos objectos descobertos Daniel Rocha
Foi também encontrado um grande pote com cal
Fotogaleria
Foi também encontrado um grande pote com cal Daniel Rocha
Reconstituição de como seria o pátio (à frente, Vanessa Filipe)
Fotogaleria
Reconstituição de como seria o pátio (à frente, Vanessa Filipe) Daniel Rocha

É provável que nos dias que antecederam o Terramoto de 1755 os habitantes de uma casa do Rossio tenham comido lacticínios ou sardinhas. E também não é de excluir que um desses residentes sofresse de cálculos renais. Decorridos 265 anos desde a catástrofe, íntimos detalhes sobre a alimentação e o trânsito intestinal desses lisboetas estão postos a descoberto e são objecto de estudo para melhor se compreender como se vivia na cidade de então.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários