Sá Carneiro e Freitas nunca puseram em causa a democracia

Não há qualquer paralelo político entre Freitas do Amaral e Paulo Portas, de um lado, e André Ventura, do outro.

Assinalou-se nesta sexta-feira o 40.º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro e de Adelino Amaro da Costa, dois políticos fundadores do regime democrático em Portugal. Amaro da Costa, com uma sólida formação ideológica e política democrata-cristã, foi uma figura central na criação do CDS, ao lado do líder fundador, Diogo Freitas do Amaral. Sá Carneiro integra as elites que rompem com o Estado Novo e lidera a Ala Liberal na Assembleia Nacional, após a morte também prematura de José Pedro Pinto Leite. Com o 25 de Abril, funda o PPD, cujo nome mudaria para PPD/PSD, ainda sob a sua liderança.