O silêncio do medo

É um terror conhecido, o meu. O terror de não saber responder. As lições de vida, uma vez aprendidas, nunca mais se esquecem.

Parecia que estava tudo bem. Íamos almoçar, estava a tocar Haydn, a manhã tinha corrido bem. Mas depois veio a pergunta, feita com a voz que eu temia: “O que é que fizeste aos orégãos?” Tremi. Quais orégãos?