Queda de árvore interrompe serviço do metro em Rio Tinto, Gondomar

Empresa está a oferecer um serviço alternativo em autocarro, admitindo que vai demorar a reparar os estragos provocados na linha.

Foto
Nelson Garrido

A Metro do Porto pôs esta manhã a funcionar um serviço alternativo de autocarros para os clientes de Gondomar, que ficaram sem serviço de metropolitano entre as estações da Levada e Campainha por causa da queda de uma árvore sobre a linha. O incidente não provou vítimas. 

A empresa admite que, dadas as dimensões da árvore, a reparação dos estragos será demorada e não consegue prever ainda quando será retomado o serviço naquele troço da Linha F, ou Laranja, optando, por via das dúvidas, por oferecer desde já a alternativa. O autocarro tem paragem nas estações Levada, Rio Tinto, Campainha e Baguim, anunciou em comunicado. Deste ponto até ao limite da Linha, em Fânzeres, um veículo do metro está a operar em vaivém. 

A árvore é de grande porte e a sua queda danificou não apenas a catenária de alimentação eléctrica da linha mas alguns postes e braços metálicos de suporte dos cabos. Contactada pelo PÚBLICO, a Metro já assume que hoje não retomará o serviço, esperando, durante a tarde desta sexta-feira poder dar uma previsão sobre quando isso possa acontecer.