Prémio Norte-Sul: “Um dia os Estados da Europa serão julgados pelo genocídio no Mediterrâneo”

Leoluca Orlando transformou Palermo numa “cidade-porto seguro” para quem chega de fora. Nabila Hamza dedicou a vida à luta pelos direitos das tunisinas. Nesta quarta-feira recebem o Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa em Lisboa.

imigracao,mundo,tunisia,africa,italia,europa,
Fotogaleria
Leoluca Orlando começou por querer resgatar Palermo da máfia, depois quis fazer desta cidade um exemplo de acolhimento DR
imigracao,mundo,tunisia,africa,italia,europa,
Fotogaleria
A activista Nabila Hamza está em Lisboa para receber o Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa DR

Há 25 anos que o Centro Norte-Sul do Conselho da Europa distingue duas pessoas que promovem a solidariedade entre os hemisférios. Este ano, os premiados estão especialmente próximos: Leoluca Orlando, do Norte, é presidente da Câmara de Palermo, em Itália; Nabila Hamza vem de La Marsa, na Tunísia, a pouco mais de 300 quilómetros a sul. A separá-los, ou a uni-los, está o Mediterrâneo, ou, como lhe chama Orlando, um “grande continente de água”.