Orçamento fechado, contas em aberto

Ao entrar no Parlamento, o OE previa um défice de 4,3%. O PS aprovou 198 propostas de alteração e formaram-se 82 maiorias contra a vontade do Governo. Impacto nas contas não é conhecido.

Foto
João Leão, ministro das Finanças Nuno Ferreira Santos

O Orçamento do Estado (OE) para 2021 foi aprovado na semana passada mas ainda está por conhecer o custo para as contas públicas das propostas de alteração que passaram no Parlamento e que vão fazer parte da lei final. Para já, os partidos e o Governo apresentam cálculos parcelares sobre o impacto das medidas (dos outros) que vão ser incluídas no OE.