E calcorrear toda a costa da Rota Vicentina em 2021? É a proposta da Caminhos da Natureza

De Porto Covo a Sagres em seis fins-de-semana de 2021. É um novo programa para desconfinar na natureza: mais de 200 quilómetros passo a passo, ar livre, largos horizontes.

caminhadas,percursos-pedestres,passeios,fugas,algarve,alentejo,
Fotogaleria
Pedro Cunha
caminhadas,percursos-pedestres,passeios,fugas,algarve,alentejo,
Fotogaleria
Pedro Cunha
caminhadas,percursos-pedestres,passeios,fugas,algarve,alentejo,
Fotogaleria
Pedro Cunha
caminhadas,percursos-pedestres,passeios,fugas,algarve,alentejo,
Fotogaleria
Pedro Cunha

São 208 quilómetros de caminhadas: são 208 km de desconfinamento. De 2021 esperam-se melhores ventos e o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina aí está para os receber entre o mar, areais célebres e outros mais secretos, falésias dramáticas, paisagens múltiplas.

Entre Janeiro e Maio de 2021, a Caminhos da Natureza, especializada em experiências de caminhadas, BTT e bicicletas de estrada, propõe percorrer a Rota Vicentina: serão seis fins-de-semana de caminhadas guiadas, três dias de cada vez.

De Porto Covo​ a Sagres se vai desdobrar esta Colecção de Escapadinhas na Rota Vicentina – “uma inovadora proposta para desconfinar na natureza e em segurança”, explica-se na apresentação do programa. Para cada fim-de-semana, dois dias de “caminhadas na costa, por trilhos de terra batida, areias e rochas” – que não serão para todos, já que os níveis de dificuldade variam entre o exigente e o muito exigente (e entre os 11 e os 25 km diários). 

Os preços também variam de acordo com o programa: entre os 215 e os 275 euros, por pessoa em quarto duplo, com 20 ou 25 euros de desconto para reservas feitas até 30 dias antes, que acumula com outro desconto de 10 por cento sobre o preço base se confirmadas até 10 dias antes da data.

Estes mesmos dez dias anteriores a cada “escapadinha” são o limite para a devolução integral do pagamento caso se opte pelo cancelamento, não sujeito a qualquer restrição. Estas são, diz a Caminhos da Natureza, medidas “a pensar no bolso dos portugueses, mais vazio com os efeitos económicos da pandemia”.

O arranque é entre 29 e 31 de Janeiro, o percurso é entre Porto Covo e Almograve, com Vila Nova de Milfontes pelo meio: o primeiro dia terá 11 quilómetros de caminhada, o segundo 18.

Entre 26 e 28 de Fevereiro, a rota percorrerá os caminhos entre Almograve e Cavaleiro (12 km) e de Cavaleiro a Brejão (23 km). Seguem-se, os percursos Brejão-Odeiceixe-Rogil, de 19 a 21 de Março, 14 e 16 quilómetros respectivamente.

Para Abril, de 9 a 11, reservam-se Rogil-Aljezur-Arrifana (14 e 19 km) e entre 30 de Abril e 2 de Maio unem-se Arrifana-Carrapateira-Aldeia da Pedralva (16 e 19 km).

A última etapa desta “colecção” acontece de 21 a 23 de Maio, entre Aldeia da Pedralva e Sagres com paragem em Vila do Bispo (21 e 25 km).

O preço de cada programa inclui alojamento e pequeno-almoço (duas noites por fim-de-semana), piqueniques nos dias de actividades, guia e transferes durante a viagem, entre outros. Opcionais são os transferes de e para Lisboa (mais 30 euros) e o aluguer de equipamento GPS Garmin Oregon 700 (mais 55 euros). Todos os programas podem ser consultados no site da Caminhos da Natureza.