Guardiola vê FC Porto como equipa vencedora

Treinador do Manchester City está à espera de dificuldades no jogo do Dragão.

Foto
Pep Guardiola promete jogar com a melhor equipa no Dragão Reuters/MICHAEL REGAN

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, classificou o FC Porto como uma “equipa vencedora” e disse esperar um “jogo muito complicado”, esta terça-feira, para a Liga dos Campeões.

"Espero um jogo difícil. O FC Porto tem grande espírito colectivo e uma equipa muito forte fisicamente. Têm uma mentalidade vencedora e isso torna-os muito perigosos”, afirmou Guardiola, na antevisão do encontro da quinta jornada do grupo C.

://www.publico.pt/2017/05/30/desporto/noticia/benfica-confirma-negociacoes-para-vender-ederson-ao-city-1773973

Com a equipa já apurada para os oitavos-de-final da competição, o técnico catalão garantiu que vai apresentar-se no Dragão com “os melhores jogadores” para terminar no primeiro lugar do grupo.

 Depois de ter renovado com o citizens até 2023, Guardiola lembrou que o encontro de Manchester, que os ingleses venceram por 3-1, “foi muito complicado", esperando novas dificuldades.

“O FC Porto joga com uma linha de cinco defesas, é muito bom nas transições e muito comprometido defensivamente. Tivemos essa difícil experiência aqui, onde tivemos uma grande vitória, num jogo muito complicado. Não esperamos que seja diferente amanhã, independentemente de quem jogar”, disse.

Com a equipa no 10.º lugar da Liga inglesa, a seis pontos do líder (e um jogo em atraso), o Tottenham, orientado por José Mourinho, Guardiola admitiu estar “satisfeito” por já ter garantido a presença na fase a eliminar da Champions.

O guarda-redes Ederson, que se transferiu do Benfica para o City na temporada 2017-2018, também considerou que a deslocação ao estádio do Dragão “será difícil, como são todos os jogos da Liga dos Campeões”, mas assegurou que a equipa quer dar “continuidade ao bom futebol” que tem vido a jogar.

Depois de no sábado o City ter goleado o Burnley por 5-0 para a liga inglesa, Ederson admitiu que os “citizens” não vão conseguir “sempre fazer quatro ou cinco golos por jogo", considerando que o importante “é a equipa estar bem e conseguir ganhar o jogo”.