“Queríamos que Portugal voltasse a estar presente na Bienal de São Paulo”

Os artistas portugueses voltam a estar presentes na Bienal de São Paulo depois de terem falhado a primeira exposição em 67 anos na última edição.

Foto
Jacopo Crivelli Visconti, curador-geral da Bienal de São Paulo Pedro Ivo Trasferetti/Fundação Bienal de São Paulo

No ano passado, o curador-geral da Bienal de São Paulo, Jacopo Crivelli Visconti, veio a Portugal numa viagem de estudo a convite da curadora portuguesa Marta Mestre, cuja actividade profissional se tem dividido entre os dois países nos últimos anos. Depois de ter apresentado um projecto à Direcção-Geral das Artes (DGArtes), a curadora organizou um percurso que passou por Lisboa, Porto e Coimbra, entre conferências, visitas a vários ateliers e a instituições culturais.