Na Georgia, as queixas de fraude nas eleições podem virar-se contra os republicanos

Apoiantes de Donald Trump começam a apelar a um boicote às duas eleições para o Senado no estado da Georgia, no dia 6 de Janeiro, por não acreditarem na integridade do processo eleitoral. Se os dois republicanos perderem, o partido perde também a maioria no Senado dos EUA.

Foto
Kelly Loeffler e David Purdue podem ser prejudicados pelos apelos a um boicote nas eleições na Georgia Reuters/DUSTIN CHAMBERS

Ainda mal recuperados da derrota do Presidente Donald Trump na eleição presidencial de 3 de Novembro, os líderes do Partido Republicano temem agora que as queixas infundadas de fraude eleitoral, repetidas por Trump nas últimas semanas, cortem a única corda de salvação que os separa de dois anos garantidos sob domínio da Administração Biden e da ala progressista do Partido Democrata.