Trump concede perdão total a Michael Flynn, figura central nas suspeitas sobre a Rússia

Presidente dos EUA fez o anúncio no Twitter. Trump vai perdoar e comutar várias sentenças nas últimas semanas do seu mandato, à semelhança do que fizeram alguns dos seus antecessores. A diferença é que Trump tem perdoado pessoas condenadas por crimes graves, ou que são vistas como heróis entre os seus apoiantes.

Foto
Flynn estava a tentar que os tribunais retirassem a sua admissão de que mentiu ao FBI LUSA/JIM LO SCALZO

A menos de dois meses de sair da Casa Branca, o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, concedeu um perdão total ao ex-general Michael Flynn, o primeiro nome de uma lista de perdões e comutações de pena que vai ser anunciada nas próximas semanas. Flynn foi o primeiro conselheiro de Segurança Nacional da Administração Trump, em Janeiro de 2017, e deu-se como culpado, 11 meses depois, de mentir ao FBI nas investigações sobre as suspeitas de interferência da Rússia nas eleições de 2016.