Quantos novos casos de covid-19 há no meu concelho? E que restrições se aplicam?

Quatro níveis de risco, três níveis de restrições. Portugal entra às 0h desta terça-feira num novo período de estado de emergência em que entram em vigor restrições de acordo com o grau de contágio de cada território.

Os municípios com níveis de risco extremo (mais de 960 novos casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias) e muito elevado (entre 480 e 960 novos casos por cem mil habitantes) vão ter aplicadas as medidas mais severas, existindo também um nível intermédio com restrições mais moderadas e um nível de concelhos em que apenas se mantêm em vigor as medidas gerais do estado de emergência que abrangem todo o território nacional.

De acordo com os dados da Direcção-Geral da Saúde, há 126 concelhos em Portugal com mais de 480 novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias, a esmagadora maioria no Norte do país, que só no nível de risco extremo soma 40 dos 47 territórios (85%).

O município com maior taxa de incidência é Lousada, com uma incidência de 2791, ainda assim mais baixa do que aquela que se registava na actualização anterior da DGS (3362). Paços de Ferreira, que liderava a lista, está agora no segundo lugar com uma taxa de incidência a 14 dias de 2533, tendo sido aí verificada a maior descida de todos os territórios do país: menos 1165 novos casos por cem mil habitantes do que no registo anterior (3698).

Estes municípios mostram uma diminuição do número de novos infectados cerca de um mês depois de o Governo ter aí imposto medidas localizadas de combate à pandemia, como o dever de permanência ou o encerramento de estabelecimentos às 20h.

Por outro lado, Felgueiras, que também viu esse confinamento ser aplicado a 23 de Outubro, continua a registar um aumento do número de novos casos, integrando agora a lista dos dez concelhos mais afectados pelo contágio de SARS-CoV-2, com 2221 (mais 502). Neste grupo entrou também Freixo de Espada à Cinta, com uma incidência de 2335 casos por cem mil habitantes – mais 789, uma subida que fica apenas atrás de Celorico da Beira (mais 1286, incidência de 1891), Portalegre (mais 1064, incidência de 1326) e Crato (mais 958, incidência de 1278).

Há 87 concelhos no país com um nível elevado de risco (entre 240 e 480 novos casos por cem mil habitantes) onde vão ser aplicadas medidas moderadas de confinamento. Figuram neste grupo nove dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa, com Almada a ser o que regista maior taxa de incidência (661). É também neste patamar que se encontra o município açoriano de Lagoa, o único território insular que não está no nível de risco moderado (menos de 240 novos casos por 100 mil habitantes).