Há uma t-shirt velha aí em casa que dá um belo saco de compras

Oficinas de reaproveitamento de materiais são algumas das mais de 150 iniciativas organizadas pela Lipor e muitas outras entidades no Grande Porto, na Semana de Prevenção de resíduos. Mas há mais, por todo o país

Foto
Os resíduos têxteis ainda são misturados com o lixo indiferenciado, apesar de serem uma matéria prima Adriano Miranda / PUBLICO

Uma oficina online para nos ensinar a fazermos o nosso próprio saco de compras com uma velha t-shirt perdida nos gavetões da nossa casa é uma das iniciativas que a Lipor, a empresa que gere os resíduos urbanos de oito municípios do Grande Porto, preparou para a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que já está a decorrer e se prolonga até à próxima segunda-feira. Entre propostas próprias e eventos preparados por municípios e organizações no terreno, só nestes oito concelhos haverá 152 oportunidades para pensarmos, um pouco, num destino melhor para os desperdícios que produzimos.

Todos os anos os portugueses deitam fora cerca de 200 mil toneladas de roupa. O aproveitamento dos resíduos têxteis está em linha com as directivas europeias, que os quer, obrigatoriamente, ver recolhidos para serem reciclados a partir de 2025. Mas o ideal, como em todo o tipo de “lixo”, é não fazer lixo, ou seja, não deitar fora o que puder ser reutilizado ou reconvertido noutra coisa útil. Para além do workshop online dedicado a fazer das t-shirts sacos de compras realizado pelo Jardim D’Areias (repete no domingo 28 de Novembro), a própria Lipor agendou uma oficina também online, para quinta-feira, na qual os participantes serão convidados a criar o seu próprio saco das compras com a reutilização de vários materiais.

Em ano de pandemia, e com os contactos físicos a serem desaconselhados, o grosso das iniciativas agendadas passará pela internet, o que acaba, até, por permitir que cheguem a mais gente, mesmo fora das horas em que as sessões acontecem. Ainda no domínio daquilo a que no mundo se designa por up cycling, de segunda a sexta-feira a Vintage for a Cause dinamiza, via internet, um conjunto de sessões sobre criação de acessórios de moda a partir de roupas usadas, “todos os dias com um tema novo”, promete a Lipor. No mesmo sentido, a Alexandra Arnóbio upcycling Project vem fazendo, até sábado, sessões diárias de sensibilização.

 No fim-de-semana, a Academia Lipor já promoveu Cursos de Fruticultura e Compostagem Caseira (online), dirigidos à população em geral. A empresa, que pôs milhares de habitantes da região a fazer compostagem, nos últimos anos, pretende sensibilizar para as vantagens da agricultura biológica e da decomposição caseira como forma de prevenção de um tipo de resíduo, os de origem orgânica, que representa dois em cada cinco quilos do lixo que metemos no balde da cozinha e que, em poucas semanas, pode ser transformado num correctivo para jardins ou floreiras. 

No dia 25 de Novembro serão lançados pela Lipor os guias práticos O Ciclo do Alimento que têm como principal objectivo ensinar, de uma forma simples, o cidadão a cultivar os seus alimentos de uma forma sustentável, reduzir o desperdício alimentar e valorizar os seus biorresíduos. Um tipo de biorresíduo específico, e com canais de recolha próprios, são os óleos usados. Esta terça-feira, na Escola Secundária de Rio Tinto, Gondomar, alunos vão aprender a fazer sabão com este material. Não muito longe dali, o Parque Nascente receberá a “D. Generosa” para um esclarecimento relativamente aos resíduos que fazemos e como podemos reduzir a sua produção!

É possível que, perto de sua casa, alguém esteja a organizar alguma iniciativa, entre a centena e meia delas que a Lipor lista no seu site. E se morar fora dos municípios do Porto, Matosinhos, Gondomar, Valongo, Maia, Espinho, Vila do Conde ou Póvoa de Varzim, os associados da Lipor, pode procurar algo mais perto de si, na lista europeia de eventos, filtrando por Portugal ou pelo concelho onde mora. De Norte a sul do país, há inúmeras propostas, todas alimentadas pelo tema forte deste ano, o “Lixo Invisível”. Vamos olhar para ele?