Estados limitaram queda dos rendimentos no segundo trimestre

Em Portugal, durante o segundo trimestre, o PIB per capita caiu 13,9%, mas o rendimento disponível apenas 3%. Uma tendência que se registou na generalidade dos países e que se explica com os apoios fornecidos pelos Estados.

Foto
Fila para entrega de pedido de subsídio de desemprego no Kentucky, EUA, em Outubro Reuters/Bryan Woolston

Nos meses em que, no início da pandemia e das medidas de confinamento, a actividade económica mais caiu a pique, os rendimentos das famílias começaram também a ressentir-se. Mas, ainda assim, revelaram na generalidade dos países avançados, incluindo Portugal, um comportamento menos negativo do que o PIB, um resultado que é explicado pelas medidas mitigadoras postas em prática pelos Estados.