criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
Dispositivo móvel
Fotogaleria
criancas,internet,educacao,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
Monitor de computador
Fotogaleria
Reportagem

O telemóvel na sala de aula veio para ficar? Na Escola da Boa Água faz as vezes do manual

Telemóveis, tablets e portáteis fazem a vez dos livros na Escola da Boa Água, na Quinta do Conde, uma das participantes do projecto-piloto do Ministério da Educação para avaliar o sucesso de deixar de lado os manuais escolares em papel.

“Professora, posso abrir o manual no telemóvel?” A pergunta do Marcel, 11 anos, não é estranha na turma de Ciências Naturais da Escola Básica Integrada da Boa Água, na Quinta do Conde, onde telemóveis, tablets e portáteis fazem parte das aulas do 5.º e 6.º anos há já algum tempo. Mesmo antes da pandemia, era normal os alunos fazerem testes em apps ​ou procurarem a solução de exercícios no Google.