Casa do Cinema vai editar “ditos e escritos” de Manoel de Oliveira

Instituição sediada em Serralves acolheu responsáveis da Cinemateca, do Cineclube do Porto e do Museu de Cinema de Melgaço, que ali falaram dos acervos que têm à sua guarda. A falta de recursos humanos é o problema principal num sector em que há ainda muito para descobrir.

cinema,culturaipsilon,manoel-oliveira,serralves,livros,porto,
Fotogaleria
Casa do Cinema Manoel de Oliveira Nelson Garrido
cinema,culturaipsilon,manoel-oliveira,serralves,livros,porto,
Fotogaleria
Antiga sede do Cineclube do Porto Fernando Veludo/ Arquivo
cinema,culturaipsilon,manoel-oliveira,serralves,livros,porto,
Fotogaleria
A sede da Cinemateca Portuguesa, em Lisboa Ricardo Silva
cinema,culturaipsilon,manoel-oliveira,serralves,livros,porto,
Fotogaleria
Rodagem de Auto de Floripes, produção do Cineclube do Porto DR
leiria,cinema,culturaipsilon,manoel-oliveira,serralves,porto,
Fotogaleria
Cartaz de Gado Bravo, de António Lopes Ribeiro DR
,Cinema
Fotogaleria
Jean Loup Passek no Museu de Melgaço Fernando Veludo/ NFactos
,Diretor de filme
Fotogaleria
Manoel de Oliveira JEAN-PAUL PELISSIER/ REUTERS

A Casa do Cinema Manoel de Oliveira (CCMO) vai editar em Dezembro o livro Ditos e Escritos, uma selecção de textos do realizador de Aniki-Bóbó. O anúncio foi feito na noite de quarta-feira por António Preto, o director da instituição sediada na Fundação de Serralves, na abertura de uma conversa sobre patrimónios documentais do cinema em Portugal.